Rede de Laboratórios vai otimizar coleta de exame laboratorial

A Rede de Laboratórios de Saúde Pública e Patologia Clínica (Relab) é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde ( Sesau) que vai proporcionar aos municípios alagoanos um maior diagnóstico laboratorial para a demanda de emergências e surtos. O assunto foi pauta de reunião nesta sexta-feira (13), entre a secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, e técnicos da pasta.

Conforme explicou o gerente do Laboratório Central de Alagoas (Lacen), Magliones Carneiro, o fluxo para o funcionamento do Relab vai contar com a participação de todos os municípios para a realização da coleta. No entanto, o município de referência para cada região de saúde vai ficar responsável pela análise dos exames de baixa complexidade.

“As Secretarias Municipais de Saúde fazem a coleta do material biológico, depois enviam para o município de referência da região, onde é feita a análise, caso seja um exame de baixa complexidade”, explicou Magliones. Quando os exames forem de média e alta complexidade, a coleta é enviada para a referência estadual: o próprio Lacen ou o Centro de Patologia e Medicina Laboratorial (Uncisal), ambos localizados em Maceió.

Relab vai otimizar o fluxo de coleta e exame laboratorial nos municípios alagoanos_FOTO_Olival Santos

De acordo com a secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, os cadastros do paciente e das amostras são efetuados por meio de sistema on-line. “Os municípios alagoanos também vão ter acesso ao resultado das análises, por esse mesmo sistema, o que vai evitar o deslocamento ou a espera pelo registro físico do documento”, explicou.

Municípios – No próximo dia 30 de maio, os municípios alagoanos que foram indicados pelos gestores da Sesau como referência para as regiões de saúde vão participar de uma reunião para definir o início do funcionamento da rede, por meio de um projeto-piloto. A medida visa reverter o caso daqueles municípios que apresentam dificuldade de coletar e enviar a amostra, favorecendo assim todas as regiões.

 

Texto: Danielle Cândido

Fotos: Olival Santos

[print-me target="#post-print" title=""]
Posted Under